Bombeiros Voluntários de Cacilhas

Pesquisa
Podemos não voltar,
mas vamos...

Mensagem da Presidente

Quando em 2017 fui convidada para fazer parte dos órgãos sociais da AHBVC, a substituir a presença do meu pai, não foi preciso muito tempo para responder, pois existiu um diálogo invisível vindo do céu que me aconselhou a aceitar. E lá se passaram os 2 anos de mandato com o sucesso a que nos foram habituando com a Presidência do Clemente Mitra e Comando Miguel Silva. Tudo muda, quando em agosto em 2019 me convidam para ser candidata a Presidente da Direção.

A resposta não é imediata, todavia não havia alternativa pois o coração falava mais alto e desde esse dia já me sentia uma bombeira com uma responsabilidade acrescida. E assim aconteceu em Janeiro 2020 a presidir com muita honra a direção desta associação centenária, pela primeira vez o género feminino ser Presidente, uma responsabilidade acrescida, tendo em conta a historia. Desde já exprimir a profunda admiração pelo nosso corpo de bombeiros, pelo tempo e dedicação prestado que os fazem ser diferentes. Referir que o que me move enquanto presidente são as pessoas desta casa, o lado humanitário. Estou a escrever esta mensagem não no início do mandato, mas no meio da pandemia o que me dá oportunidade de expressar o meu profundo agradecimento pela grandeza de todos os soldados da paz enquanto principais agentes de proteção civil do país. Em tempos de pandemia tudo se altera, porem a ambição pelo Museu, o desejado quartel da Costa da Caparica, a Casa do Bombeiro, entre outras continuam.

Há que ter o otimismo suficiente para se conseguir incutir nas pessoas que estão na linha da frente que tudo vai correr bem e que a nossa prestação enquanto serviço publico ao serviço do município foi e é garantida. Fazer o bem á sociedade duma forma voluntaria, dar e ficar feliz, praticar a gramática de adjetivos com o sinonimo partilhar, todos os dias onde cada dia é um e cada que passa me deixa de coração cheio de gratidão de fazer parte deste grupo.

Termino com uma frase da qual me identifico “Aqueles que passam por nós não vão sós não nos deixam sós, deixam um pouco de si levam um pouco de nós.”  

A Presidente da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Cacilhas
 
Maria João Silva Marques