BVC Presidente 05.jpg

Mensagem do Presidente da Direção

Presidente Júlio Santos

É com imenso orgulho e um genuíno sentido de dever que assumo, para os próximos dois anos, as funções de Presidente da Direção da Associação de Bombeiros Voluntários de Cacilhas.

Tenho a missão de dar continuidade a um trabalho de mais de 130 anos, tendo sempre presente as nossas divisas: “Homens Grandes em Quartel Pequeno” e “Podemos não voltar, mas vamos”.

Se a primeira máxima se referia à pequena dimensão do Quartel onde a Associação esteve sediada durante 100 anos, ainda hoje se aplica, na medida em que a grandeza e espírito abnegado destes Bombeiros será sempre maior que qualquer edifício onde se encontrem. “O Podemos não voltar, mas vamos”, demonstra bem a firmeza com que este Corpo de Bombeiros enfrenta os desafios.

Como Presidente da Associação que detém tal Corporação só posso partilhar do mesmo espírito e reger-me pelas mesmas máximas.

Foi-me dada a honra de liderar um Grupo de pessoas que conhecem a Casa, alguns que nela cresceram; outros, partilham o gosto de Servir o próximo através do Associativismo, causa que hoje dia carece de gente disponível.

Cinquenta anos depois volto a estar ligado a esta causa – iniciei a ligação aos bombeiros com dez anos, como Infante nos Bombeiros de Almada – quis o destino que meio século passado voltasse a servir a Causa dos Bombeiros, mas como dirigente.

Muito há a fazer para manter os níveis de serviço que a população do Concelho de Almada se habituou a ter no que respeita à segurança proporcionada pelos seus Bombeiros.

Estamos numa era de desenvolvimento do nosso Concelho, principalmente em freguesias afetas à nossa área de atuação própria, com especial realce para a Costa da Caparica que sofre um aumento populacional durante o verão, o que aumenta o nível de exigência da resposta do Corpo de Bombeiros.

Torna-se, portanto, imperativo que a Direção faça tudo o que está ao seu alcance para munir a Corporação dos recursos humanos e materiais, para que esta possa corresponder à dinâmica das elevadas exigências.

Mas, ninguém faz nada sozinho! Por isso, fica a promessa no início deste Mandato que tudo será feito para que os nossos parceiros nos ajudem a crescer ao mesmo nível que cresce o Concelho de Almada.

Honra e Glória aos Bombeiros de Cacilhas;

Honra e Glória aos Bombeiros de Portugal.

O Presidente da Direção

Júlio Santos